O modernismo arquitetônico

FG empreendimentos utiliza peles de vidros

nos edifícios residenciais de luxo e ganha destaque

no setor.

Sky-Tower

O modernismo arquitetônico dos paredões envidraçados se tornou referência para muitos edifícios empresariais e residenciais. Desde que foi fundada, a FG Empreendimentos aposta neste diferencial e utiliza pele de vidro para o fechamento das fachadas das construções. A cor do material depende do momento de cada obra e virou sinônimo de sofisticação para quem admira os prédios assinados pela FG.

Mas as fachadas vão além da estética. “O vidro proporciona mais vida, transparência e maior amplitude nos ambientes. Também facilita projetos mais ousados por ser estruturado com perfis metálicos, onde a liga metálica é mais fácil de manipular do que o conjunto do concreto armado usado na supra estrutura”, explica Jhoni Mazotine, engenheiro de projetos da construtora.

A FG Empreendimentos conta com consultores especializados em esquadrias, que avaliam o melhor material a ser utilizado, bem como os vidros que serão empregados, sempre respeitando as normas vigentes de segurança e desempenho. “Utilizamos vidros laminados em nossas fachadas e também refletivos para dificultar a transmissão de calor para o interior do empreendimento. Por conta disso, os ambientes internos ficam mais iluminados e ao mesmo tempo frescos, o que resulta também em um consumo menor de energia”, comenta o engenheiro.

Pele de vidro e sustentabilidade

Os vidros apresentam uma relação direta com a sustentabilidade, pois permitem que os ambientes tenham luz solar e ventilação natural, diminuindo a necessidade da utilização de energia elétrica para iluminação e climatização. A economia também entra no tempo de finalização da obra, já que o processo de revestimento em vidro é mais rápido que os feitos com outro tipo de material.

Essa é mais uma iniciativa adotada e que reforça o compromisso da construtora com o meio ambiente e a conscientização dos moradores. “Faz parte do DNA da empresa inovar aliando tecnologia e sustentabilidade”, explica Luiz Fernando Weiller, Gerente de Projetos da FG se referindo ao tripé de responsabilidade ambiental, social e econômica. Posteriormente, também haverá um baixo custo de conservação das fachadas. Nos edifícios da FG que possuem esse material aplicado, é especificada a limpeza, no mínimo, a cada 12 meses e revisões periódicas nos componentes de pele de vidro e esquadria, no máximo, a cada dois anos e por empresas especializadas.

Luxo, Sofisticação e Exclusividade Informe-se aqui: https://goo.gl/2PDQXH

Atualmente, a FG possui 18 empreendimentos concluídos e 11 em construção que apresentam o revestimento de vidro, entre eles estão o Sky Tower, com 38 pavimentos e o Olympo Tower com 44 pavimentos, localizados em Balneário Camboriú (SC). Estes materiais utilizados nas construções trazem elegância, sofisticação e proporcionam bem-estar para moradores e visitantes, pois aliam conforto com segurança e privacidade.

Fonte: Oficina das palavras

Analytics