Construtora catarinense terá o primeiro empreendimento residencial do país com fachada 100% unitizada

Técnica reduz o tempo da obra, é sustentável e oferece conforto térmico e acústico.

Na maioria das construções de grandes edifícios, normalmente o que se observa é a instalação das fachadas após a execução de toda estrutura. Entretanto, uma técnica mais moderna começa a ser aplicada em edifícios residenciais, e uma construtora de Santa Catarina, reconhecida por ousar e inovar em seus projetos, fará o primeiro empreendimento deste segmento 100% unitizado do Brasil. A FG Empreendimentos está executando a instalação das esquadrias da fachada ao mesmo tempo em que a obra sobe, andar após andar. A técnica foi empregada pela primeira vez no país há 15 anos, mas somente agora vem sendo avaliada como positiva pelas empresas.

A montagem da fachada unitizada é feita em duas fases: primeiro são instaladas as ancoragens em cada pavimento para então permitir a instalação dos módulos. A sequência é feita de baixo para cima e o fechamento só segue para o pavimento superior após a finalização do andar inteiro. “É um envelopamento que ocorre simultaneamente à execução da estrutura dos andares superiores. Atualmente, este é o sistema de revestimento externo em vidro mais sofisticado e tecnológico no segmento da construção civil”, destaca Stéphane Domeneghini, engenheira de projetos da FG.

Tira FG[4]

A técnica que altera todo processo de concepção e execução de fachadas é um desafio, já que requer maior agilidade e planejamento.  O projeto do Epic Tower, edifício de frente para o mar em Balneário Camboriú, realizado pelo engenheiro Crescêncio Petrucci Júnior, um dos principais projetistas do país nesse tipo de sistema, exigiu a criação de soluções e peças exclusivas, devido à complexidade da execução da fachada curva e instalação dos painéis junto aos grandes pilares-parede. “Utilizamos janela maxim-air exclusiva no trecho da curvatura positiva para solucionar o sistema de vedação e proporcionar a estanqueidade adequada, além de ancoragens especiais por causa da grande dimensão horizontal dos pilares”, explica a engenheira.

Além da fachada unitizada, o Epic também utilizará internamente o sistema de drywall, que agrega uma série de benefícios para obras de alto padrão, pois proporciona grande flexibilidade de layout. “Como o unitizado exige um sequenciamento de serviços diferente, é altamente recomendável o uso de práticas que mantenham a integridade dos elementos, como o vidro, evitando materiais e técnicas que gerem grande quantidade de resíduos, a exemplo da alvenaria”, comenta Luiz Fernando Weiller, Gerente de Projetos da FG.

Para todas as obras da FG que serão entregues em drywall, há um projeto específico feito por um consultor especialista na concepção e execução do sistema. São definidos espaçamentos de perfis, materiais, detalhes construtivos e procedimentos que garantam alto desempenho e conforto para o cliente. Ambas as técnicas trazem inúmeras vantagens, além de sustentáveis, contribuem para a otimização de recursos.

Vantagens:

Tempo de entrega da obra: na obra do Epic Tower se estuda uma redução de seis meses no tempo global. Já a redução no tempo de instalação de uma fachada unitizada, se comparada a uma fachada de pele de vidro tipo stick – sistema convencional, pode se chegar a até 50%.

Redução de rejeitos: o sistema de fachada unitizada é totalmente industrializado, assim os rejeitos em obra são praticamente zero. Com relação ao drywall, estudos indicam que o uso gera uma quantidade de entulho em torno de 5% de seu peso, enquanto a alvenaria gera 30%. Os resíduos, que em sua maioria são restos de chapas e de perfis, podem ser totalmente reciclados.

Acústica e térmica: os vidros refletivos usados na fachada principal e janelas dos cômodos possuem características importantes: filtram 99,6% dos raios solares ultravioletas (UV), possuem vantagens acústicas que atenuam a entrada de ruídos externos, mantêm a integridade ao quebrar e proporcionam proteção solar contra desbotamento e envelhecimento de móveis e objetos. Já para evitar a formação de umidade localizada entre o fechamento interno e a fachada, é feita a aplicação de barreiras anticondensação. No caso do drywall, o sistema segue as especificações das normas técnicas e proporciona conforto térmico, acústico, estético e resistência mecânica.

Investimento em Imóveis de Alto Padrão. informe-se aqui: https://goo.gl/2PDQXH

Fonte: Oficina das palavras

Analytics